Arquivo da tag: Amor

Amor e mito.

O que é o amor? O que é amar? As respostas que ouço são sempre tão típicas que pensei ser de muito bom grado fazer uma reflexão mais profunda. Há tempos tentei exprimir minha concepção de amor e hoje me … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Marcado com , , | 7 Comentários

Noites sem Mar.

Saber que poderia, que era pra ser. Por que não nós? Sempre sorte ao revés, eu e você. Tão perfeito, o óbvio utópico em prata e sal se desfez. Dois pares de olhos negros ainda ousam se cruzar. Vez ou … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Marcado com , , , | 3 Comentários

Um instante.

Veja bem, não te posso prometer nada, pois nada tenho a oferecer senão a efêmera certeza do agora. Nada tenho a garantir-lhe, a não ser este instante em que lhe digo em verdade. Não tenho juras a fazer-lhe, pois elas … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Marcado com | 3 Comentários

Vende-se um coração (usado).

Descrição do produto: Quase em perfeito estado. Um pouco riscado e levemente rachado no meio, algumas escoriações nas laterais. Mas o material é bastante resistente, um polimento e fica brilhando feito novo! O modelo não é de última geração, mas … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Marcado com | 5 Comentários

Último recurso.

“Quando fazemos tudo para que nos amem e não conseguimos, resta-nos um último recurso: não fazer mais nada. Por isso, digo, quando não obtivermos o amor, o afeto ou a ternura que havíamos solicitado, melhor será desistirmos e procurar mais … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Marcado com , | 1 Comentário

Carência.

s. f. 1. Falta do preciso. 2. Necessidade. 3. Privação. De deitar no colo; de dar colo; de ser o colo. De ser cuidada; de cuidar; mimar. Do abraço; dos braços; abraçar. Da troca de olhares; dos olhos; do olhar. … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Marcado com , , , , | 3 Comentários

Carta errante.

Bauru, hoje. P., Sei que não deveria, desde o começo, eu não deveria. Mas agora já é tão tarde… Preciso dizer o que não posso falar, e as palavras sairão pré-maturas, um protesto sem causa. Não sei como preencher o … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Marcado com , , | 1 Comentário